Elo

Trabalho em Dessenvolvimento

O projeto vem do questionamento dos nossos limites no Amor, o quanto nos permitimos dar e receber do outro. Não apenas o Amor dos casais, mas Amor no seu sentido mais amplo, de sentimento de conexão com o outro.

É pedido a amigos que se entreguem longamente a um abraço em um lugar público, e é registrada a reação das pessoas a esse encontro. Mais do que uma reação homofóbica, se observa uma reação de estranhamento a tamanha amorosidade.

Em especial a relação entre homens carece de contato e liberdade de expressão. Somos educados desde cedo que Amor só deve ser expressado para e por mulheres. Qualquer atitude diferente é suspeita...

Por que tanto medo de expressar o amor? Em outras culturas homens tem atitudes diferentes: árabes andam de mãos dadas, argentinos e russos se beijam ao se encontrar.

Segundo a psicanálise no momento de maior atuação do complexo de Édipo, entre 3 e 6 anos, meninos entram inconscientemente num jogo de poder com o pai na disputa do amor materno. Esse conflito, se mal resolvido, pode levar a criança a se tornar um adulto agressivo, vaidoso e doentiamente ambicioso. Mas Jung coloca que mesmo quando bem resolvido uma marca dessa disputa se instala nas relações entre homens, tornando as distantes e marcadas por relações de poder.